Descubra dicas úteis para plantar esta encantadora planta de bambu da sorte em seu jardim

O bambu da sorte, cientificamente conhecido como “dracaena sanderiana”, é uma planta fascinante, capaz de trazer felicidade, saúde, prosperidade e fortuna. Também chamado de cana chinesa, o bambu da sorte é um belo presente oferecido por ocasião do novo ano no Extremo Oriente e muitos outros eventos especiais. Até hoje, este caule é famoso na Europa e é cada vez mais encontrado nas lojas de floricultura. De acordo com a tradição chinesa, ele traz sorte para o destinatário. Além disso, muitas vezes associamos o bambu da sorte ao feng shui para melhorar o fluxo de energias positivas. Ao ler isto, descubra os seguintes pontos – Descrição – Simbolismo do Bambu da Sorte – Cuidados e Manutenção – Associação de Pragas e Doenças – Associação

Descrição

O bambu da sorte é conhecido por muitos nomes como o dragoeiro da lixadeira, dracaena sanderiana, ou cana chinesa. Entretanto, este arbusto não tem nada a ver com o bambu. Ele pertence à família dos dragoeiros (dracaena) nativos da África. Tem caules longos que terminam em espiral, carregando alguns tufos de folhas estreitas e pontiagudas sempre-verdes. Esta planta, considerada uma das mais antigas belezas da boa sorte. Também pode ser dada como presente para eventos importantes, como nascimento, casamento, Ano Novo, novo trabalho ou projeto, etc. O bambu da sorte é uma planta muito apreciada. Segundo o simbolismo oriental, ele traz força, vitória, prosperidade, paz e amor. Dracaena sanderia cresce nos Camarões, onde atinge mais de 1,5 m de altura por quase 1m de extensão. Em outras palavras, ela tem pouca semelhança com a pequena planta ornamental que conhecemos. Dependendo das composições e da forma dada pelo horticultor, você pode usá-la para melhorar a decoração de uma casa ou para decorar um estilo muito contemporâneo. Ainda assim, ele também se encaixa muito bem em um ambiente ideal

Simbolismo do Bambu da Sorte

O bambu da sorte está ligado à arte do Feng Shui como um símbolo de felicidade e boa sorte. Segundo os princípios do Feng Shui, o bambu da sorte pode transformar os fluxos de energia de uma sala em um espírito positivo. Esta bela planta é resistente e simples. Há diferentes razões para isto: – O bambu da sorte não é uma planta exigente e se multiplica sem muita manutenção: significa que para ser feliz e se desenvolver bem, precisamos apenas de algumas coisas; – Além disso, esta planta é flexível e resiliente. Em um vaso, esta planta combina os cinco elementos essenciais: madeira, água, terra, fogo e metal: é um elemento natural que, no Feng Shui, participa do equilíbrio interior da casa. Para melhorar seu interior e criar um espaço de bem-estar, o bambu da sorte é envasado e decorado de uma forma específica: Terra: simboliza as pedras decorativas no vaso ou vaso, – Fogo: fitas vermelhas são amarradas ao redor do caule – Metal: é representado ou pelo material do vaso, por um metal decorativo ou moeda colocada no vaso É essencial colocar o bambu da sorte em uma sala do lado leste ou sudeste. A planta deve melhorar a circulação do Chi. Portanto, ela deve ser disposta de acordo com regras específicas:- Nos cantos internos e externos, que geram ondas prejudiciais e dificultam o Chi.- Em um corredor, para retardar as ondas e trazer suavidade.- Na frente de um móvel, para quebrar os ângulos.- O bambu da sorte encontra seu lugar em uma sala, uma entrada, um escritório, um quarto, mas nunca em um banheiro

Cuidados e manutenção

Muito fácil de manter e resistente, o bambu da sorte não é uma planta muito exigente. Coloca-o em um local bem iluminado, sem expô-lo à luz direta do sol (com o risco de queimar suas folhas). Se sua planta estiver em um frasco, você deve trocá-lo uma vez por semana. Entretanto, se ela estiver na terra em vaso, você deve manter a terra do vaso muito úmida. Além disso, não esqueça de remover as folhas murchas. Uma vez bem plantados, os bambus sortudos não precisam quase de apoio, mas precisam de água. No verão e durante os períodos secos, regue generosamente ao pé e chuveje a folhagem à noite. Os jovens bambus necessitam de rega regular durante os dois primeiros anos após o plantio para criar raízes e crescer bem. As plantas em vasos também necessitam de um maior monitoramento da rega; tome cuidado para não deixar o solo secar muito entre as regas, eles podem beber até cinco litros por dia com tempo quente. Durante os primeiros anos, a cobertura morta pode manter o solo úmido no verão. No entanto, com o passar do tempo, é possível descobrir que o bambu se adubo, graças a suas folhas secas, que se decompõem muito lentamente. Os bambus apreciam o solo muito fértil: no início da primavera, é possível trazer adubo rico em adubo ou um fertilizante especial de bambu rico em nitrogênio, duas vezes por ano para os bambus cultivados em recipientes. Se as folhas tendem a ficar amarelas, isto pode indicar um excesso de calcário no solo: traga terra de urze à superfície. A poda do bambu não é necessária. Entretanto, são muito toleráveis para serem podados com tesouras no final do verão em agosto-setembro, seja para dar-lhes uma forma de acordo com seus desejos ou para limitar seu desenvolvimento ou para eliminar as bengalas secas (uma vez secas, podem servir como estacas). Todos os anos, corte na base os caules secos, os menos vigorosos e os mais problemáticos. Esta poda de manutenção pode permitir que a planta se desenvolva totalmente nova e com folhagem mais densa. No inverno, não hesite em limpar o restolho de neve: mesmo que as bengalas sejam notavelmente flexíveis, elas podem quebrar sob o peso. O bambu da sorte é também uma das plantas despoluidoras. Este é outro motivo para adotá-lo e convidá-lo para sua casa!

Pestes e Doenças

O bambu da sorte não é frágil e é resistente à maioria das doenças e pragas. Entretanto, eles podem ser mais vulneráveis quando estão enfraquecidos pelo excesso de água e pela falta de nutrientes. Em clima quente e úmido, os bambus cultivados em vasos são às vezes sujeitos ao ataque de cochonilhas, que se alimentam de seiva e deixam tufos brancos de cochonilha ou algodão sobre a planta. As folhas acabam ficando amarelas e depois caem. Pulverizações de uma mistura de óleo vegetal (colza ou azeite de oliva) e sabão preto podem sufocá-los. No caso de uma invasão, corte e queime as partes infestadas. As aranhas vermelhas também podem causar amarelamento e secagem das folhas. Tratar com acaricida

Associação

Com sua folhagem elegante, às vezes colorida com verde, creme ou amarelo, e sua silhueta gráfica, os bambus, embora muitas vezes auto-suficientes, se prestam a múltiplos usos. Eles sempre trazem luz, fôlego e verticalidade à decoração. Eles tornam possível a preservação de um belo jardim, mesmo no inverno. A geada pode ampliar sua forma elegante e sua folhagem sempre verde. Na verdade, o bambu da sorte é a estrela dos jardins de inspiração asiática. O bambu da sorte é uma bela planta que você pode oferecer como presente. Símbolo da sorte, ele purifica o ar em sua casa e mantém uma atmosfera de Feng Shui. Sua presença calmante através da folhagem abundante em todas as estações faz dele um símbolo vivo de boa sorte. Esta planta teria de fato a faculdade de atrair riqueza, felicidade, saúde e amor.

To top
EnglishSpanishFrenchDeutscheItalianPolskiePусскийSitemap